Hidrantes

Para saber de mim é só perceber que: antes de tudo, sempre, ontem, até amanhã e só enquanto vivemos, agora, neste instante, em qualquer que seja lido: acontece um incêndio.
Descaso, criminal, por cigarro, por karma, por curto-circuito, para caber num escrito, enfim: sempre haverá um incêndio.
Enquanto te olho e você recolhe aquele papel no chão e por ignorar em alguma parte do mundoeste, pelas asas da borboleta da fábula ruim, pela sua tatuagem que você ensaia fazer há dez anos.
É somente pela noção do incêndio é que não gritamos a palavra fogo.
Essa guerra do oxigênio que significa retirar sempre a mão, a pele, o olho.
Já pensou que um incêndio só acontece porque quase tudo é de fato feito de epidermes? Algo que queima arquivos de ferro e desterra.
Você me pergunta: para quê fatalista e urgente? Eu imagino que sei do mundo. É apenas porque eu acho das coisas que perduram: elas precisam queimar somente para que, enfim, encontrem a sua extinção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s